SINOP, MT 08 de agosto de 2020

Taxa de mortalidade por tuberculose cai 20,7% no Brasil

Taxa de mortalidade por tuberculose cai 20,7% no Brasil
23/03 2015 19:22 Fonte: Da Redação Imprimir

De acordo com o Ministério da Saúde nos últimos dez anos, o Brasil reduziu em 22,8% a incidência de casos novos de tuberculose e em 20,7% a taxa de mortalidade da doença nos últimos 10 anos. Em 2014, a incidência da doença no Brasil foi de 33,5 casos por 100 mil habitantes, contra 43,4/100 mil em 2004. A taxa de mortalidade de 2013 foi de 2,3 óbitos por 100 mil habitantes, abaixo dos 2,9 óbitos por 100 mil habitantes registrados em 2003.

Os novos números foram anunciados pelo ministro da Saúde, Arthur Chioro, nesta segunda-feira (23), em sessão solene pelo Dia Mundial de Combate à Tuberculose, celebrado em 24 de março.

Em Sinop os dados acompanham o bom desenvolvimento da redução da doença. Em 2014 foram confirmados 120 pessoas com hanseníase, 13 casos a menos do que em 2013. Em 2012 foram confirmadas 170 casos, 2011 (163), 2010 (171) e 2009 (125). Há ainda os casos em pessoas menores de 15 anos. De acordo com o relatório apresentado, em 2009 foram diagnosticados 3 casos, 2010 (8), 2011 (9), 2012 (7), 2013 (7) e 2014 (9).

A pessoa que estiver com suspeita da doença e apresentar os principais sintomas que são manchas na pele e alterações de sensibilidade (não sente calor e nem frio), deve procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência para investigação médica.

Se confirmada a hanseníase o paciente será submetido a tratamento que varia de 6 meses para casos menos graves até 1 ano para aqueles pacientes com caso mais avançado da doença. Se não tratado, o paciente pode ficar com sequelas que variam deformidades nos membros inferiores e superiores, lesões e manchas permanentes na pele, amputação e até morte.