SINOP, MT 20 de setembro de 2020

ANS suspende comercialização de 87 planos de saúde

Suspensão dos planos é por não cumprimento dos prazos máximos de atendimento e por negativa de cobertura obrigatória; medida passa a valer a partir desta quarta-feira (20)

ANS suspende comercialização de 87 planos de saúde
19/05 2015 19:11 Fonte: Portal Brasil Imprimir

A Agência Nacional de Saúde anunciou a suspensão de 87 planos de saúde, de 22 operadoras, por não cumprimento dos prazos máximos de atendimento e por negativas indevidas de cobertura. A medida, que é preventiva, passa a valer a partir desta quarta-feira (20). 

Para aplicar a punição, a ANS considerou 11.007 reclamações feitas entre 19 de dezembro de 2014 e 18 de março de 2015 à agência por consumidores e que não foram resolvidas com conciliação. Neste período, a agência recebeu 21.294 reclamações de beneficiários de planos de saúde.

Os planos de saúde com contratação suspensa atendem a aproximadamente 3,2 milhões de beneficiários. Segundo a ANS, além de ter a comercialização suspensa, as operadoras que negaram indevidamente cobertura podem receber multa que varia de R$ 80 mil a R$ 100 mil, e terão que resolver os problemas assistenciais para que possam receber novos beneficiários. 

Atendimentos

Hoje, existem no País 50,8 milhões de consumidores com planos de assistência médica e 21,4 milhões com planos exclusivamente odontológicos.

Segundo levantamento da agência reguladora, desde o início do programa, 1.099 planos de 154 operadoras tiveram as vendas suspensas. Outros 924 planos voltaram ao mercado após comprovar melhorias no atendimento.

Também nesta quarta-feira (20), 34 planos de saúde que estavam com a comercialização até então suspensa poderão voltar a ser comercializados, já que houve comprovada melhoria no atendimento ao cidadão.