SINOP, MT 18 de novembro de 2018

Obras de revitalização do Parque Florestal contarão com R$ 3,4 milhões em inve

COMPENSAÇÃO AMBIENTAL Obras de revitalização do Parque Florestal contarão com R$ 3,4 milhões em investimentos

Obras de revitalização do Parque Florestal contarão com R$ 3,4 milhões em inve
10/07 2018 19:38 Fonte: Fonte: Assessoria da Prefeitura Imprimir

Uma das principais áreas verdes e cartão postal de Sinop o Parque Florestal será contemplado com obras de revitalização em sua área interna e passará a contar com pista de caminhada, trilhas, construção de quadra, playground, galeria com sala para educação ambiental e exposições, observatório da biodiversidade e construção de espaço para contemplação do lago. Os serviços serão executados por meio de recursos de compensação ambiental oriundos das obras de construção da usina hidrelétrica pela Sinop Energia. 

Na manhã desta quinta-feira, 05, um protocolo de intenção para destinação de recursos para a obra e a elaboração de um plano de manejo da Unidade de Conservação foi assinado entre o governador de Mato Grosso, Pedro Taques, o secretário de Estado de Meio Ambiente, André Torres Baby, a prefeita Rosana Martinelli e o presidente da Sinop Energia, Jean Christophe Delvallet, durante solenidade ocorrida no Parque Florestal. O investimento assegurado é de R$ 3,4 milhões. 
 
A execução das obras será conduzida pela Sinop Energia, mediante contratação de empresa, e a partir dos projetos apresentados pela Prefeitura de Sinop. Conforme explicou a prefeita Rosana Martinelli, desde o último ano o município vem realizando gestão junto ao Estado para garantir a destinação de recursos da compensação ambiental para o Parque Florestal. Rosana falou, ainda, sobre o valor histórico deste espaço para a cidade e sua população. “Esta é uma área verde no coração do município e agrega qualidade de vida para as pessoas. Estamos realizando esta readequação com apoio da Sema e da Sinop Energia para que o local seja um atrativo a mais para as pessoas de Sinop e às famílias”, destacou a gestora.

As obras correspondem à uma segunda etapa de serviços realizados na reserva R-11, onde se situa a área aberta à visitação pública. Na primeira delas foram construídos o novo portal de acesso e o início do estacionamento, além, também, do cercamento do entorno e que se encontra em fase de conclusão. Os recursos investidos, na ordem de R$ 900 mil, também foram oriundos da compensação ambiental pela Sinop Energia. “Em uma primeira fase já feita com a Prefeitura de Sinop fizemos um cercamento para maior segurança, o portal. Agora, com recursos adicionais, em parceria com a Sema, com o governo do Estado e Prefeitura, vamos iniciar o mais cedo possível a segunda fase da obra”, ponderou o presidente da Sinop Energia, Jean Christophe Delvallet. 

Ao discursar para um público formado por vereadores de Sinop, servidores públicos, secretários municipais e de Estado, agentes da segurança pública e demais que participaram do lançamento das obras de revitalização, o governador Pedro Taques defendeu que a destinação de recursos via compensação é fruto da democratização da gestão ambiental do Estado. “Mato Grosso tem avançado muito na gestão ambiental, não só com instrumentos de comando e controle, mas com ações de compensação, por exemplo, esta aqui que estamos vivendo. O povo de Sinop merece essa obra”, afirmou Taques.

Por enquanto, como acrescentou a secretária municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Luciane Bertinatti, não haverá o fechamento imediato do Parque. Ele será mantido aberto à visitação pública e, após término dos projetos e licenciamento, um planejamento de trabalho será montado para o local. "Esta é uma importante decisão que será tomada com as pessoas que vão executar a obra, porque, às vezes, é uma determinação legal no sentido de prevenir acidentes. Então, se o parque será fechado, ou não, essa decisão será tomada após a contratação das empresas. O parque continuará aberto até uma segunda chamada nossa".

Unidade Desconcentrada

Durante a agenda em Sinop, as autoridades lançaram, ainda, as obras da nova sede da Diretoria de Unidade Desconcentrada (DUD) da Sema. O protocolo de intenção para construção da unidade foi assinado entre a prefeita Rosana Martinelli, o diretor regional Sandro Depiné, secretário de Estado André Baby e o governador Pedro Taques. Os recursos também são provenientes da Sinop Energia e estão estimados em R$ 2 milhões.

Segundo Baby, atualmente, a descentralização da Sema ocorre em 60 cidades mato-grossenses. “Isto quer dizer mais gestão ambiental, apoio aos municípios onde um governo que não pensa na concentração de poder“.

Acompanharam a assinatura, também, os vereadores Joacir Testa, Professora Branca, Luciano Chitolina, Ícaro Severo e Dilmair Callegaro.