SINOP, MT 11 de dezembro de 2017

SAE realiza rodas de conversa sobre hepatites no Julho Amarelo

Julho Amarelo foi adotado como o mês de luta e prevenção das hepatites virais

SAE realiza rodas de conversa sobre hepatites no Julho Amarelo
26/07 2017 19:02 Fonte: Julia Munhoz Fonte: Assessoria da Prefeitura Imprimir

No calendário de ações do Julho Amarelo, mês de luta e prevenção das hepatites virais, o Serviço de Atendimento Especializado (SAE), da Secretaria Municipal de Saúde de Sinop, realiza uma roda de conversa com agentes comunitários das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e usuários dos atendimentos especializados.

As rodas de conversa começaram na segunda-feira (21) e seguem até essa quinta-feira (27), com agentes comunitários no período da manhã e para os usuários do SAE, na parte da tarde. Na próxima sexta-feira (28), haverá “pit stop” em frente ao SAE, para sensibilização e testes rápidos. O Serviço de Atendimento Especializado fica localizado na Avenida das Figueiras, 1019, Centro.

No dia 28 de julho é o dia D da Hepatite, que é uma doença crônica do fígado causada, principalmente, por vírus, consumo abusivo de álcool e de outras substâncias tóxicas.

De acordo com o Ministério da Saúde, mais de 3 milhões de pessoas em todo o país estão contaminadas com a doença. Somente em dez anos, o Brasil registrou mais de 300 mil novos casos de hepatites virais. Neste mesmo período, mais de 37 mil pessoas morreram em decorrência da doença no país. Atualmente a medicina reconhece cinco tipos da doença: as Hepatites A, B, C, D e E. Destas, a hepatite C é a mais perigosa e a que mais mata em todo o país, uma média de 70% das mortes registradas pela doença.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), em todo o mundo, 80% dos casos de câncer de fígado são causados por hepatites virais. A OMS estima, também, que esta é a maior epidemia da humanidade e que as hepatites virais são 10 vezes mais infecciosas que o vírus da Aids.

Em Sinop, os atendimentos e orientações são realizados pelo SAE. Atualmente, são, pelo menos, 1,2 mil pacientes com HIV e 2,4 mil com Hepatites B e C, além dos atendimentos de sífilis e outras infecções. Na unidade, também são realizados testes rápidos, atendimentos de planejamento familiar e lesões de colo uterino.

Os atendimentos iniciam às 7h e seguem até às 19h, ininterruptos. Há vários anos o SAE vem desenvolvendo um trabalho de conscientização e acompanhamento de infecções sexualmente transmissíveis em Sinop.