SINOP, MT 30 de outubro de 2020

Câmara afasta prefeito de Arenápolis (MT) após denúncia de venda de terra

Dos nove vereadores, seis se posicionaram favoráveis à cassação. Suposta venda de terras ocorreu em 2013 e envolveria área de escola.

Câmara afasta prefeito de Arenápolis (MT) após denúncia de venda de terra
18/07 2016 14:44 Fonte: Do G1 Imprimir

A Câmara de Vereadores de Arenápolis, a 259 km de Cuiabá, determinou durante sessão desta sexta-feira (15) o afastamento do prefeito José Mauro Figueiredo. Uma denúncia a respeito de venda ilegal de terras que pertencem ao município fez com que uma investigação fosse aberta pelos vereadores.

A advogada do prefeito, Débora Rocha Faria, informou que deve tomar medidas judiciais para reverter a situação. O G1 não conseguiu contato com representantes da Câmara de Vereadores de Arenápolis. Seis, dos nove vereadores, se posicionaram favoráveis à cassação. Outros três se colocaram contra a medida.

Com o afastamento de José Mauro, o vice-prefeito, Valdecir Correa, tomou posse na mesma noite de sexta-feira e agora responde pelo município. A suposta venda de terras ocorreu em 2013 e envolveria uma área que pertence a uma escola agrícola de Arenápolis. A advogada diz que o próprio prefeito reconheceu o erro e abriu um procedimento administrativo para anular a venda na mesma época.

No entanto, a denúncia da suposta venda só foi feita em abril deste ano para a Câmara.