SINOP, MT 08 de agosto de 2020

Cinco pessoas morreram vítimas de H1N1 em Mato Grosso neste ano

Vítimas são de Cuiabá, Várzea Grande, Água Boa, Juara e Paranaíta. De 402 casos notificados, 13 foram confirmados, 15 descartados e 3 curados.

Cinco pessoas morreram vítimas de H1N1 em Mato Grosso neste ano
27/05 2016 15:18 Fonte: Do G1 Imprimir

Mato Grosso registrou cinco mortes por H1N1 neste ano, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES). As vítimas são de Cuiabá, Várzea Grande, região metropolitana da capital, Água Boa, Juara e Paranaíta. Já foram notificados, desde janeiro, 402 casos suspeitos da doença, sendo que 387 estão sob investigação e 15 descartados.

Dos casos notificados, 13 já foram confirmados como sendo H1N1 e três pessoas foram curadas, em Sinop, Várzea Grande e Rondonópolis. Cuiabá e a cidade com maior número de notificações. Foram 117. Em seguida, aparecem Rondonópolis (53), Várzea Grande (38) e Sinop (26). Outros casos notificados são em 46 municípios.

No ano passado, não houve nenhuma notificação da doença. Em 2009, quando houve uma série de registros de casos no país, Mato Grosso teve 196 notificações e, em 2014, 44.

A orientação da Secretaria de Saúde é que, ao espirrar, a pessoa com suspeita da doença cubra a boca com as mãos ou com um lenço, além disso não deve compartilhar alimentos, copos, toalhas e outros objetos de uso pessoal; evitar tocar nos olhos, boca e nariz em ambientes públicos ou antes de higienizar as mãos, pois esses são locais por onde o vírus pode entrar; lavar sempre as mãos, com sabão ou álcool em gel, especialmente após tossir ou espirrar; evitar aglomeração de pessoas e ambientes fechados são locais propícios à contaminação e manter os ambientes arejados.

A campanha nacional de vacinação contra a influenza terminou na sexta-feira (20) com 81,5% das 49,8 milhões de pessoas que fazem parte do público-alvo vacinadas. A meta do Ministério da Saúde era vacinar pelo menos 80%.