SINOP, MT 27 de fevereiro de 2021

Técnicos aderem a movimento nacional e param atividades na UFMT

Protesto da categoria ocorre em todos os campi e deve durar 24 horas. Categoria é contra pacote de reformas fiscais apresentado pela União.

Técnicos aderem a movimento nacional e param atividades na UFMT
15/04 2016 14:30 Fonte: Do G1 Imprimir

Os servidores técnico-administrativos da UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso) aderiram ao movimento nacional da categoria e pararam os trabalhos nesta quinta-feira (14). Eles protestam contra a reforma da previdência e pacote de reformas fiscais da União apresentado aos estados. A instituição de ensino tem mais de dois mil servidores em todos os campi do estado. A paralisação foi deliberada após assembleia dos técnicos, que são  contra o projeto de lei nº 257/16.

Com a paralisação, setores como a biblioteca devem ficar fechados durante todo do dia.

O sindicato dos servidores técnicos, o Sintuf-MT, afirma que o projeto alonga o prazo da dívida dos estados com a União para 20 anos, mas em troca retira direitos trabalhistas dos servidores públicos, como suspensão do reajuste salarial e a nomeação de novos servidores - a não ser para repor cargos vagos por aposentadoria ou morte de funcionários nas áreas de educação, saúde e segurança.

O Sintuf-MT diz também que, entre as exigências para firmar o acordo, consta que os estados deverão instituir o regime de previdência complementar e aumentar a alíquota de 11% para 14%  de contribuição previdenciária.

O projeto traz ainda alteração na Lei de Responsabilidade Fiscal, que deve ter mais rigor nas despesas com pessoal, incluindo trabalhadores terceirizados para atividade fim. Para o Sintuf-MT, isso "amarraria" por quatro anos qualquer tipo de vantagem, aumento, reajuste ou adequação de remuneração no Plano Plurianual de gastos com o funcionalismo.

Nesta quinta-feira, (14), os servidores técnico-administrativos da UFMT fizeram panfletagem no campus de Cuiabá sobre os motivos da paralisação. Na sexta-feira (15), devem retomar as atividades normalmente.