SINOP, MT 08 de agosto de 2020

Governador deixa MT pela 4ª vez e viaja para Emirados Árabes no dia 16

Governador deixa MT pela 4ª vez e viaja para Emirados Árabes no dia 16
10/02 2016 15:33 Fonte: RD News Imprimir

Pela quarta vez em pouco mais de um ano de gestão, o governador Pedro Taques (PSDB) se licenciará do comando do Palácio Paiaguás, para compromissos no exterior. O destino, desta vez, é Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, para participar do Fórum Global para Inovações na Agricultura. O objetivo é estreitar a relação com o país a fim de conseguir novos investimentos. Durante este período, o vice-governador Carlos Fávaro (PSD) assume o posto.

Taques tem em seu passaporte carimbos dos Estados Unidos, Espanha e França. Todas estas viagens foram em razão de compromissos políticos para trazer investimentos a Mato Grosso. Em Paris, o governador participou do COP21 (Conferência do Clima). Sabe-se que o tucano também foi a Portugal. No entanto, o objetivo era para curtir férias com a família por 10 dias.

Nos Emirados, o chefe do Executivo pretende divulgar, bem como promover o Estado para trair novos empreendimentos em setores estratégicos. Para auxiliar nos assuntos, o secretário de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Seneri Paludo, irá acompanhá-lo. A pasta é responsável por gerenciar os trabalhos de planejamento, articulação e de execução política econômica traçada pelo Governo.

De acordo com a Sedec, esse mercado apresenta um diferencial de demanda em relação aos maiores compradores, que têm a maior procura por soja e milho. De janeiro a novembro de 2015, as exportações para o Oriente Médio aumentaram 24% em relação a igual período de 2014, conforme dados do MDIC/Fiemt.

Os destaques foram para as vendas destinadas aos Emirados Árabes Unidos, que apresentou crescimento de 140% com uma demanda diferenciada na pauta de produtos como feijão, algodão em caroço e carne. No evento, o Governo apresentará ao público participante o vídeo que mostra o potencial de Mato Grosso, seguido pelo discurso de Taques. No segundo dia do evento, a apresentação será feita por Paludo.

Ainda na programação constam encontros com fundos de investimentos e empresários. Estão agendadas reuniões com a Câmara de Comércio de Abu Dhabi e Internacional Emirados Árabes Unidos, visita à planta da BRF e ao escritório da Apex Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).

Além de Taques e de Paludo, a comitiva será composta pelo secretário estadual de Comunicação Jean Campos, assessora de Assuntos Internacionais Rita Chiletto, superintendente da Sedec Fabiana Furlan, e um membro da Casa Militar.

Valores

Para participar do evento, o Estado vai desembolsar R$ 32 mil, além de R$ 5 mil com pagamentos de Imposto de Renda (IR) incidentes sobre esse valor global, mais a contração de tradutor e intérprete em árabe e custeio de passagens e hospedagem aos servidores. As diárias são de R$ 35 mil. Contando os três dias o valor atinge R$ 105 mil.

O Governo não soube informar as despesas com as passagens aéreas. Contabilizando os valores repassados, a viagem deve custar ao erário, pelo menos, R$ 177 mil.