SINOP, MT 08 de agosto de 2020

Após intervenção do estado, OS deve reassumir hospital regional de Sinop

Fim da intervenção foi determinado pelo governador Pedro Taques (PSDB). Estado não instaurou procedimento para apurar causas da intervenção.

Após intervenção do estado, OS deve reassumir hospital regional de Sinop
01/02 2016 16:03 Fonte: Do G1 Imprimir

A Organização Social Fundação de Saúde Comunitária de Sinop deverá reassumir, a partir do dia 1º de fevereiro de 2016, a gestão do Hospital Regional de Sinop, cidade distante 503 km de Cuiabá. A unidade de Saúde estava sob a intervenção do governo de Mato Grosso desde novembro de 2014, devido a suspeitas de irregularidades no atendimento aos pacientes por parte da OS.

Entre as irregularidades identificadas pela Auditoria-Geral do Estado (AGE) e pela Vigilância Sanitária que justificaram a intervenção estavam a má qualidade do atendimento prestado e também da alimentação. Decisões judiciais em favor de pacientes também não estariam sendo devidamente cumpridas. Na última semana, profissionais de enfermagem do hospital fizeram paralisação por causa dos atrasos salariais.

Segundo despacho assinado pelo governador do estado, Pedro Taques (PSDB), a pedido da Secretaria de Saúde, não foi instaurado procedimento administrativo para apurar as causas da intervenção e apurar as responsabilidades, por isso a medida do estado deverá ser encerrada.  E, como já se encerrou o prazo de 360 dias da intervenção, é necessário retomar o contrato por causa da situação jurídica atual.

Taques também justificou no despacho, publicado no Diário Oficial do dia 29 de janeiro, que a retomada se deve à necessidade de minimizar prejuízos e danos ao estado, e também à população que necessita de atendimento médico do Hospital Regional de Sinop. Foi determinado ainda que seja feita auditoria do período de intervenção.