SINOP, MT 27 de fevereiro de 2021

Homem é linchado após atirar em adolescente em garimpo ilegal

Segundo a PM, Rodrigo Barbosa, 25, foi morto por garimpeiros, que se revoltaram com disparo em menor

Homem é linchado após atirar em adolescente em garimpo ilegal
15/12 2015 12:31 Fonte: Midia News Imprimir

Um homem de 25 anos morreu depois de ser espancado por garimpeiros que estavam na região do garimpo ilegal, conhecido como Serra do Caldeirão, no município de Pontes e Lacerda (448 km a Oeste de Cuiabá), neste domingo (13).

 

De acordo com o Boletim de Ocorrência sobre o caso, Rodrigo de Souza Barbosa, 25 anos, estava fazendo disparos para o alto, no estacionamento de acesso ao garimpo ilegal.

 

Ao descer a mão, a arma dele teria disparado “acidentalmente” para baixo e atingido um adolescente, que estava nas proximidades.

 

O tiro atingiu a testa do menor, que foi encaminhado para um hospital da região.

 

Após o disparo, garimpeiros se revoltaram com a situação e começaram a agredir o homem.

 

“Não admitindo o ocorrido, resolveram fazer justiça com as próprias mãos”, diz trecho do B.O.

 

A PM informou que, logo que uma equipe de militares chegou ao local para atender a ocorrência, os garimpeiros, que estavam linchando o homem de 25 anos, fugiram. Eles correram para uma região de matagal, nas proximidades.

 

Pelo fato de ser noite, o local para onde os agressores fugiram estava escuro e de difícil acesso.

 

O corpo do homem permaneceu em uma estrada próxima ao garimpo ilegal, onde as agressões estavam sendo praticadas.

 

Os policiais que atenderam a ocorrência relataram que o homem estava com os olhos inchados e não conseguia abrir a boca. Ele foi agredido com socos e chutes.

 

O homem foi encaminhado ao hospital da região, onde recebeu os primeiros atendimentos. Porém, ele não resistiu e morreu cerca de três horas após dar entrada na unidade de Saúde.

 

A Polícia Militar também contou que foram encontradas oito munições com o rapaz que morreu.

 

Estado grave

 

De acordo com a PM, o adolescente atingido pelo disparo foi encaminhado para o Hospital de Cáceres (a 150 km de Pontes e Lacerda).

 

O jovem, que não teve a idade divulgada, está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da unidade médica.

 

O estado de saúde do menor é considerado grave.

 

Investigações

 

A Polícia Civil informou que está apurando o caso e irá investigar o linchamento praticado contra o homem. Todas as pessoas que participaram das agressões deverão ser autuadas.

 

A Polícia Federal também deverá ser acionada para auxiliar no caso.

 

"Febre do ouro"

 

A corrida pelo ouro em Pontes e Lacerda começou em 12 de outubro passado.

 

À época, cerca de 600 pessoas invadiram a área, após a divulgação de que uma grande quantidade de ouro foi encontrada.

 

A disseminação de fotos e vídeos (muitos frutos de montagens falsas) nas redes sociais colaborou para intensificar a  invasão ao local, que chegou a receber mais de cinco mil pessoas.

 

A desocupação do local atendeu a  uma decisão do juiz federal Francisco Antônio de Moura Júnior, da 1ª Vara da Subseção de Cáceres, proferida no dia 19 de outubro.

 

O local foi esvaziado durante a operação “Terra do Nunca”, da Polícia Federal, que desocupou a área no dia 10 de novembro

 

Após o local ser completamente esvaziado, garimpeiros retornaram à região no início de dezembro. Em 8 de dezembro, a estimativa era de que mais de mil pessoas haviam retornado à região.