SINOP, MT 05 de agosto de 2020

PRF autua 115 condutores por excesso de velocidade em praças de pedágio

A fiscalização foi feita na praça da BR-163 localizada em Santo Antônio de Leverger e tem objetivo de conscientizar motoristas

PRF autua 115 condutores por excesso de velocidade em praças de pedágio
11/11 2015 12:18 Fonte: Assessoria Rota do Oeste Imprimir

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Mato Grosso autuou 115 veículos por excesso de velocidade na manhã desta terça-feira (10). Os veículos foram fiscalizados enquanto passavam pela Praça de Pedágio 04, em Santo Antônio de Leverger, na saída sul da Capital. A ação especial da PRF foi realizada com o intuito de coibir a prática e assim evitar acidentes na rodovia, sobretudo nas regiões das praças que possuem limite de velocidade de 40 quilômetro por hora (km/h). Um motorista chegou a ser flagrado passando a 101 km/h em uma pista de atendimento manual, portanto 150% acima da velocidade máxima permitida.

O chefe do Núcleo de Comunicação Social da PRF, Evandro Augusto Machado, explica que o excesso de velocidade é uma das principais causas de acidentes nas rodovias federais e que campanhas como essa, além de multar, visam conscientizar os condutores. “A rodovia está sinalizada, hoje possuímos mais equipamentos de fiscalização e realizamos diversos trabalhos de educação para o trânsito, mas mesmo assim muitos condutores ignoram a legislação. Exceder o limite de velocidade nas praças de pedágio coloca em risco a vida do próprio condutor e de outras pessoas que trafegam pela via ou trabalham no local”, comenta.

O gerente de Tráfego da Rota do Oeste, Fernando Milléo, revela que acidentes em praças são comuns porque as pessoas não seguem as instruções, não prestam atenção no fluxo de veículos a sua frente ou até mesmo infringem a lei propositalmente para não pagar a tarifa. “Para garantir a segurança, sinalizamos muito bem as praças, mas é preciso contar com a conscientização do condutor”.

A concessionária instalou placas na rodovia a 2 km, 1 km, e 500 metros antes das estruturas das praças e sinalizou o pavimento das pistas. A capacidade de atendimento de cada praça é de 240 veículos por hora nas pistas em que a arrecadação é manual e 800 veículos/hora nas pistas com arrecadação automática. “As praças possuem capacidade suficiente para atender os usuários dentro de tempo aceitável. Correr ou desrespeitar a legislação não vai agilizar o processo, só expor ao risco”, reforça Milléo

De acordo com a PRF, mais ações como esta deverão ocorrer na rodovia até que se perceba uma mudança no comportamento dos motoristas.

Autuações

Quando um condutor é flagrado acima do limite velocidade, a penalidade varia de acordo com o percentual de excesso registrado e o condutor perde pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e é multado.

Segundo o Código Brasileiro de Trânsito, as penalidades são:

  • Até 20% superior ao limite: 4 pontos na CNH e multa de R$ 85,13
  • De 20% a 50% superior ao limite: 5 pontos e multa de R$ 127,69
  • Acima de 50% superior ao limite: 7 pontos e multa de R$ 574,62 (no caso de flagrante, o condutor tem a CNH suspensa e fica impedido de dirigir)

Sobre a Rota do Oeste

A Rota do Oeste, empresa da Odebrecht Rodovias, é responsável pela duplicação, recuperação, conservação, manutenção e implantação de melhorias da BR-163, bem como a oferta de serviços de atendimento ao usuário, entre os municípios Itiquira (MT) e Sinop (MT), um trecho com extensão de 850,9 quilômetros.

Nos cinco primeiros anos, será realizada a duplicação de um trecho de 453,6 km entre a divisa com Mato Grosso do Sul até Rondonópolis, de Posto Gil a Sinop, além da Rodovia dos Imigrantes. Também faz parte do escopo de trabalho da Concessionária a recuperação e conservação do trecho de 108 quilômetros entre Várzea Grande e Rosário Oeste.