SINOP, MT 11 de julho de 2020

Inflação e Cesta Básica de Sinop em alta

Inflação e Cesta Básica de Sinop em alta
22/10 2015 15:17 Fonte: Assessoria CDL- Daniela Melhorança Imprimir

O CISE - Centro de Informações Socioeconômicas divulgou os números da Inflação e Cesta Básica de Sinop no mês de Setembro. Os números são levantados pela Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas da UNEMAT, coordenada pelo economista Lindomar Pegorini Daniel, e com o apoio da Câmara de Dirigentes Lojistas de Sinop.

 

Em Setembro de 2015 o IPC Sinop apresentou variação de 0,48%, uma taxa maior do que a observada no mês de agosto que foi de 0,40%. Com este resultado, a inflação acumulada no ano de 2015 é de 6,29%. Nos últimos 12 meses, o IPC Sinop já acumula 7,30% de alta.

 

A maior alta deste mês foi do grupo ‘Habitação’, o qual teve uma variação de 0,97%, devido a alta de alguns itens de materiais para construção como telhas, tintas e gás de cozinha. O grupo ‘Alimentação e Bebidas’ apresenta uma alta de 0,64%, com uma leve alta nos preços de alguns produtos, principalmente arroz e algumas carnes.

 

Comparando com o cenário nacional, no mês de setembro, a inflação em Sinop ficou abaixo do que a observada para o Brasil. Segundo o IBGE, o IPCA teve variação de 0,54% neste mês, e já acumula alta de 9,49% em 12 meses.

 

“Trazendo a análise para Sinop, observa-se que nos últimos meses o IPC – Sinop tem flutuado frente ao IPCA, porém agora ambos parecem seguir a mesma tendência de aumento para este final de ano. Isto é um reflexo do atual cenário econômico instável que o país passa, mesmo que na região a crise se mostre de menor impacto do que observado em regiões metropolitanas”, explica o economista Udilmar Carlos Zabot.

 

CESTA BÁSICA EM SINOP

 

A cesta básica é definida pelo Decreto Lei 399 de 1938. Os produtos incluídos nesta cesta, bem como as respectivas quantidades mensais, diferem entre regiões, e o estado de Mato Grosso, encontra-se na Região 3.O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) acompanha a evolução do custo da cesta básica em 18 capitais brasileiras. Em Cuiabá, este acompanhamento é realizado pelo Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (IMEA).

 

Em setembro de 2015, a cesta básica em Sinop ficou mais cara em relação ao mês anterior. A cesta, que em Agosto custava R$ 380,99 passou a custar R$ 385,91 em Setembro, o que representa uma alta de 1,29% no mês.

 

Esse aumento no valor da cesta básica é devido ao aumento, principalmente, nos preços do arroz (7,89%), do café (6,39%), do óleo (5,72%) e da carne (2,87%). Houve quedas nos preços da farinha de mandioca (-5,08%), da manteiga (-1,73%) e do feijão (-1,41%) que não conseguiram compensar os aumentos nos outros itens, elevando assim o valor da cesta.

 

Comparativamente a outras cidades a cesta básica em Sinop neste mês é a mais cara, de todas as outras cidades comparadas. A cesta básica também ficou mais barata em muitas capitais neste mês. Segundo o DIEESE, em 13 das 18 capitais avaliadas, houve redução no preço médio.